quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Poesia Erótica de Maria Teresa Horta

Desejo

Descontrolo devagar
sobre o teu corpo
os lábios de súbito desmanchados

e as mãos não cedem
nos teus ombros
à sede de ter-te nos meus braços

Mas se desfeito
descubro nos lençóis
um suor curvado  amachucado

Vou-te mordendo - voraz
numa doença
bebendo em delírio o que me fazes

Maria Teresa Horta, As Palavras do Corpo, "Desejo", Pub. Dom Quixote, Lisboa, 2012.


Misti Pavlov, 1965

Sem comentários:

Publicar um comentário